Olá,

Este ano, conseguimos encontrar uma cooperativa de mulheres que produzem echarpes biológicas e não resistimos em trazer algumas e apoiar as mais de 250 mulheres que vivem no Planalto de Isan (Este da Tailândia, perto do Camboja).

Esta região, é reconhecida pela sua Seda de alta qualidade que pode ser encontrada em aldeias com carácter distinto consoante as origens Tailandesa, Laociana ou Khmer (Camboja) da população que as habita. As diferenças culturais dos habitantes transparecem nos diferentes padrões das sedas produzidas.

A cooperativa que conhecemos foi fundada em 1985, com o objectivo de dar às mulheres locais uma fonte de rendimento e ajudar à sua emancipação. O trabalho no campo, fonte de alimento, não foi esquecido mas, profissionalizou-se e rentabilizou-se uma actividade tradicional, que se desenvolve fora da altura dos plantios e colheitas. Esta evolução, deu às mulheres a possibilidade de ficarem com as suas famílias após as colheitas, em vez de rumarem a uma cidade grande onde é mais fácil encontrar trabalho.

À parte dos benefícios sociais, esta iniciativa reavivou o uso de cores naturais para tingir a Seda e alertou as populações para a necessidade de preservar o meio que as rodeia.

Alguns exemplos de cores extraídas da Mãe Natureza são o rosa avermelhado proveniente das Framboesas, o rosa claro extraído do Pau-Brasil-da-India, o amarelo produzido com folhas da mangueira e com turmérico e o verde das folhas de cássia. 

Advertisements