A Same Same nasceu de uma viagem…

Que nos tem levado aos Himalaias, ao Sri Lanka, à Tailândia, ao Laos, à Ásia…

Que nos tem dado a conhecer culturas diferentes, artesãos exímios, materiais raros e produtos apaixonantes…

Deslumbrámo-nos! Começámos a trazê-los para nós, para amigos e para todos os que nos encontram em eventos, na nossa loja no Príncipe Real em Lisboa e futuramente na nossa “Temporary Summer Store” na Aldeia da Comporta.

Viajamos 2 vezes por ano à Ásia de onde trazemos Sedas, Caxemiras e Joalharia. Compramos directamente aos produtores, asseguramo-nos que os artesãos recebem o valor justo pelos bens que produzem e ao mesmo tempo, damos uma pequena ajuda na revitalização da economia e tradições das minorias étnicas e cooperativas de mulheres com quem trabalhamos.

Origem do nome

Same Same vem da expressão “Same Same but different” comummente utilizada na Tailândia, mas também, em todo o Sudoeste Asiático.   É recorrente usarem-na, quando estão a negociar com um comprador que lhes diz que viu o mesmo produto mais barato, ao que eles respondem – “Same Same but  different” – parece o mesmo mas não é.

Same Same é também considerada uma mistura de Tailandês com Inglês (Tinglish) em que a tradução da palavra Same (mesmo) em Tailandês é um conjunto de duas palavras iguais. A tradução à letra de Tailandês para Inglês dá origem a Same Same.

http://en.wikipedia.org/wiki/Tinglish

 

Advertisements